Fazenda das Melancias

A Fazenda das Melancias é um conjunto rural constituído de casa-sede que foi construída em 1816, casa de sobrado, monjolo, moinho, senzala, casa de fazer queijo, currais de aroeira e engenho de serra. Pertencente à Família Junqueira, o tombamento estadual da Fazenda e área de terreno ocorreu em 1989, inscrita no Livro de Tombo de Belas Artes e Livro de Tombo Histórico, das obras de Arte Históricas e dos Documentos Paleográficos ou Bibliográficos.

O tombamento estadual da Fazenda das Melancias e respectiva área de terreno, no município de Água Comprida foi aprovado pelo Decreto Estadual n.° 29.399, de 21 de abril de 1989. O processo de tombamento, que considerou a proteção de todo o complexo da fazenda, incluindo a casa da sede, a senzala, a casa de luz, o monjolo, a serraria, os currais e demais construções de serviços, determinou sua inscrição no Livro de Tombo n.° II, do tombo de Belas Artes e no Livro de Tombo n.° III, do tombo Histórico, das obras de Arte Históricas e dos Documentos Paleográficos ou Bibliográficos.
As terras que passaram a compor a Fazenda das Melancias pertencem à Família Junqueira desde 1816, quando adquiriram terras nas duas margens do Rio Grande, na divisa dos estados de São Paulo e Minas Gerais. A construção da casa-sede da Fazenda das Melancias se efetivou entre os anos 1816, ano da fixação da família no território e 1842, quando seu nome aparece pela primeira vez em carta de seu proprietário, Francisco Antônio Junqueira, dirigida a sua filha. O conjunto rural é composto por casa de sobrado, moinho, monjolo, senzala, casa de fazer queijo, currais de aroeira e engenho de serra. A casa-sede, construída em dois pavimentos ocupa lugar de destaque ficando a pouca distância das margens do Rio Grande.

Localização

Água Comprida - Minas Gerais

Galeria

Documentos

 
Para mais informações confira o Guia dos Bens Tombados.